Foto: Halder Ramos

Canela ocupa a liderança de um ranking nada positivo. Temos a gasolina mais cara da região. Quiçá, de todo o Rio Grande do Sul. O aumento de impostos decretado pelo governo federal deixou ainda mais “salgado” abastecer na cidade. O preço médio da gasolina comum em Canela é de R$ 4,30. O menor valor do combustível no Vale do Paranhana não é novidade para os canelenses. No entanto, os oito postos de Canela pesquisados pela reportagem na quinta-feira (27) praticam os maiores preços da região.
Enquanto em Gramado o valor médio é de R$ 4,17, os postos consultados em Nova Petrópolis e São Francisco de Paula comercializam gasolina comum a R$ 4,09 e R$ 3,99, respectivamente. Em Igrejinha e Três Coroas, o preço médio da gasolina comum é de R$ 3,79. Se formos comparar com Canela, a diferença no litro é de R$ 0,50. Para encher um tanque de 45 litros, a diferença é de R$ 22,50. Ou seja, compensa pagar pedágio de ida e volta (R$ 11,80) para completar o tanque no Vale do Paranhana. Aliás, a gasolina nos postos de Igrejinha e Três Coroas custava R$ 3,59 no domingo (23). O novo aumento de R$ 0,20 ocorreu na segunda-feira (24).

FRONTEIRA
O valor exorbitante de Canela supera, inclusive, a região da Fronteira. Os postos de Santana do Livramento estavam cobrando R$ 4,25 pelo litro da gasolina comum na tarde de segunda-feira (24). Em Rosário do Sul, o valor caÍa para R$ 4,18.
O empresário Nico Haas, do Posto do Nico, observa que o aumento de R$ 0,40 no valor do litro é reflexo exclusivo da alta de impostos. “Fiz o reajuste pelo aumento dos impostos. Se baixar o imposto, podemos voltar o preço. Cada posto tem seus custos e administra para ter seu lucro. É o nosso negócio. Somos honestos. Não temos como reduzir o valor. Com a variação no preço do dólar, existem aumentos que nem repassamos na bomba”, afirma.
Sobre a diferença no valor do combustível entre Canela e o Vale do Paranhana, o empresário explica que os postos daqui pagam mais caro pelo produto do que as empresas de Igrejinha e Três Coroas. “Eu tenho as notas que mostram que eu pago mais caro do que eles vendem. Qual o milagre? Eu não sei. Os postos de lá conseguem preço diferenciado”, pondera.

PREÇO MÉDIO DA GASOLINA COMUM

R$ 4,30 - Canela
R$ 4,17 - Gramado
R$ 4,09 - Nova Petrópolis
R$ 3,99 - São Francisco de Paula
R$ 3,79 - Três Coroas e Igrejinha

Canela registrou um homicídio no começo da madrugada desta quinta-feira (20). Adalberto Pinto Gomes, 50 anos, foi executado a tiros na rua Gustavo Muller, bairro Sesi. O efetivo do Brigada Militar foi acionado para atender a ocorrência por volta das 0h40.

No local, os policiais militares encontraram a vítima em óbito. Segundo relatos, alguns homens chegaram à residência em um carro não identificado e atiraram contra a vítima, que possui antecedentes por jogos de azar. O caso é investigado pela Polícia Civil de Canela, que esteve no local e assumiu a condução da ocorrência.

CRIME BÁRBARO CHOCOU A COMUNIDADE

Foto:

Fotos: Divulgação Polícia Civil

     A Polícia Civil de Canela cumpriu dois mandados de prisão no início da manhã deste sábado (15/07), esclarecendo as circunstâncias do crime de latrocínio ocorrido na cidade em 28 de maio de 2017.
Durante o crime, realizado no início da manhã de um domingo, a vítima, Ernesto Masotti, que tinha 70 anos, foi abordada no interior se sua casa, no Bairro Vila Suíça, sendo gravemente agredida, vindo a falecer em razão de ter sido atingida por golpes na região da cabeça. A vítima não resistiu e veio a falecer em 8 de junho, após permanecer internada no hospital desde a manhã do crime. No interior da casa, durante o crime, também estava a esposa da vítima, que também foi gravemente ferida.

    A Polícia Civil de Canela, desde aquele domingo, tratou o crime com absoluta prioridade, dadas as circunstâncias e gravidade dos fatos. Após investigações, apurou-se como foi realizado o crime, sendo identificados seus autores.
Na manhã de hoje (sábado), agentes da Seção de Investigação da Delegacia de Polícia de Canela cumpriram dois mandados de prisão referentes ao crime. A ação policial ocorreu no Bairro Santa Marta, onde um dos autores foi preso em uma residência. Ele estava foragido do Presídio Estadual de Canela, para onde foi levado pela Polícia Civil em razão dos fatos. O outro criminoso já havia sido preso e teve novo decreto de prisão cumprido pelos agentes policiais na manhã de hoje, no interior do presídio local.
    O Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Policia de Canela e responsável pelas investigações, afirmou que a Polícia Civil de Canela, com as prisões da manhã de hoje, mantém 100% de esclarecimento em crimes de homicídio e latrocínio nos últimos quatro anos no Município. Ele enalteceu, mais uma vez, a equipe de policiais civis da cidade, que mostram à comunidade, diariamente, comprometimento e qualidade nas investigações policiais. "Mesmo com todas as adversidades que temos nossos resultados nos orgulham", referiu a autoridade policial.
    As duas prisões fizeram parte da Operação Suíça, que também prendeu o líder do tráfico nos Bairro São Lucas, Miná e Canelinha, que teve sua prisão preventiva decretada em razão das investigações da Polícia Civil de Canela.     Ele estava em uma residência em loteamento irregular localizado no Bairro Saiqui. Na ação, ainda foram recuperados holofotes possivelmente furtados da Escola Corália Schaeffer na última semana.

    A ação, que resultou na prisão de dois latrocidas e um chefe do tráfico, contou com a participação de cinco policiais civis canelenses.

Divulgação Polícia Civil

Divulgação Polícia Civil

 Acontecerá do dia 17 ao dia 26 de agosto o 45º Festival de Cinema de Gramado. O evento que premia os melhores curtas- metragens e longas brasileiros e estrangeiros já divulgou os selecionados para a disputa do Kikito. O evento conta com a curadoria da argentina Eva Piwowarski e dos brasileiros Marcos Santuario e Rubens Ewald Filho novamente curadores do Festival. 

  O evento que se inicia no mês que vem está sendo pensado desde dezembro do ano passado, onde os curadores se reuniram para definir as diretrizes do cinema que será exibido no Palácio dos Festivais e em diversos pontos da cidade durante a realização do evento que comemora sua 45º edição. 

  Confira a lista dos trabalhos brasileiros participantes:

Curtas-metragens:

"#feique", de Alexandre Mandarino (RJ)

"A Gis", de Thiago Carvalhaes (SP)

"Cabelo Bom", de Swahili Vidal (RJ)

"Mãe dos Monstros", de Gustavo Teixeira (SP)

"O Espírito do Bosque", de Carla Saavedra Brychcy (SP)

"O Quebra-cabeça de Sara", de Allan Ribeiro (RJ)

"O Violeiro Fantasma", de Wesley Rodrigues (GO)

"Objeto/Sujeito", de Bruno Autran (SP)

"Postergados", de Carolina Markowicz (SP)

"Sal", de Diego Freitas (SP)

"Tailor", de Calí dos Anjos (RJ)

"Telentrega", de Roberto Burd (RS)

 

Longas:

"A Fera na Selva", de Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel (RJ)

"As Duas Irenes", de Fabio Meira (GO/SP)

"Bio", de Carlos Gerbase (RS)

"Como Nossos Pais", de Laís Bodanzky

"Não Devore Meu Coração", de Felipe Bragança (RJ)

"O Matador", de Marcelo Galvão (PE)

"Pela Janela", de Caroline Leone (Brasil/Argentina).

 

DivulgaçãoQue tal fazer o bem a alguém? Vicente é um bebê que nasceu prematuro de 30 semanas. Logo após no seu nascimento foi descoberto que ele tem Hidrocefalia, um acúmulo de líquido nas cavidades internas do cérebro. Esse líquido exerce certa pressão sobre o cérebro, o que pode causar alguns danos cerebrais. A solução é drenar esse líquido com um "Shut", um tubo inserido por meio de cirurgia. 

  Por esse motivo sua família está pedindo ajuda finaceira. Quem quiser ajudar o pequeno Vicente pode fazer um depósito bancário na seguinte conta:

Joelen Lopes Batista

Caixa Econômica Federal

Ag: 0982

Op: 001

C/C: 26216-0.

Para outros esclarecimentos é possível entrar em contato com a mãe de Vicente pelo telefone: (54) 981321736.

apolice teste

ne fone

Avenida Júlio de Castilhos 990 | Canela - RS

Fones: 54 3282 8484 - 54 3282 7975

©2017 Jornal Nova Época. Todos os direitos reservados.

Search